Jerome Powell, presidente do Federal Reserve dos EUA, detalhou recentemente a tarefa contínua de reduzir o balanço do Fed.

Esse esforço começou em resposta à instabilidade econômica causada pela pandemia da Covid-19. Desde então, o Fed reduziu seus ativos em cerca de US$ 1,7 trilhão.

No entanto, Powell insiste em manter um ritmo constante, reconhecendo o papel do balanço patrimonial na saúde econômica nacional e global.

Durante seu discurso semestral ao Congresso, Powell esclareceu tendências econômicas e estratégias monetárias.

Ele destacou o recente aumento inesperado da inflação, indicando um caminho complexo para a normalização econômica.

A jornada financeira estável do Federal Reserve. (Foto reprodução da Internet)

Atualmente, o Fed permite que US$ 25 bilhões em títulos do Tesouro e US$ 35 bilhões em títulos lastreados em hipotecas expirem mensalmente.

Esta política visa retornar o balanço patrimonial ao seu estado pré-pandêmico gradualmente. A estratégia de Powell é prosseguir com cautela.

Ele visa evitar interrupções repentinas no mercado e garantir a recuperação contínua. Essa gestão cuidadosa é vital não apenas para a estabilidade econômica dos EUA, mas também impacta os mercados globais.

As taxas de juros e as condições econômicas ao redor do mundo dependem dessas decisões. À medida que o Fed reduz seu balanço, ele navega por vários desafios.

A liderança prudente e focada em dados de Powell ressalta seu comprometimento em promover um ambiente econômico estável e duradouro.

Por meio dessa abordagem, o Fed se esforça para equilibrar a recuperação econômica com o controle da inflação.

Esta jornada, crucial para a saúde econômica sustentável, destaca o papel fundamental de Powell durante estes tempos transformadores.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *