A luta de 24 anos do Brasil com investimentos em infraestrutura de transporte
A luta de 24 anos do Brasil com investimentos em infraestrutura de transporte

O investimento em infraestrutura de transporte do Brasil caiu 16,42% como parcela do PIB nominal de 2001 a 2023.

Um estudo da Logística Brasil revela que, por 24 anos, os investimentos ficaram abaixo dos níveis necessários. O Brasil, em cinco presidências, não conseguiu alocar nem 1% do seu PIB para esse setor crucial.

Em 2023, a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) indicou que o Brasil precisa investir 2,26% do PIB para cobrir a depreciação dos ativos de transporte público.

O subfinanciamento persistente ao longo de um quarto de século deteriorou a qualidade da infraestrutura do país.

Os investimentos em infraestrutura de transporte são cruciais para reduzir os custos logísticos e o “Custo Brasil”. De 2001 a 2023, o investimento caiu 16,42% em relação ao PIB nominal.

O economista Riley Rodrigues de Oliveira enfatiza que o desempenho econômico está diretamente ligado à qualidade da infraestrutura de transporte.

A luta do Brasil de 24 anos com investimentos em infraestrutura de transporte. (Foto reprodução da Internet)

A infraestrutura aprimorada reduz os custos de matérias-primas e distribuição de produtos, aumentando a competitividade ao reduzir as despesas de produção e transporte.

O segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve a maior proporção do PIB investida em infraestrutura de transporte.

No entanto, os governos subsequentes não conseguiram manter esses níveis de investimento, o que levou a restrições financeiras no final dos governos do Partido dos Trabalhadores.

Durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, os investimentos em infraestrutura aumentaram, mas continuaram insuficientes.

A pandemia da COVID-19 pressionou ainda mais os recursos, mantendo os investimentos pouco acima de 0,5% do PIB.

Desde 2013, fatores como altos déficits fiscais, escândalos de corrupção, volatilidade do mercado e insegurança dos investidores reduziram o investimento em infraestrutura para 0,47% do PIB de 2014 a 2023.

A luta de 24 anos do Brasil com investimentos em infraestrutura de transporte

Nos últimos 24 anos, os investimentos públicos tiveram uma média de 0,30% do PIB nominal. O pico foi em 2010, com o governo investindo 0,55% do PIB em transporte.

Os investimentos do setor privado atingiram uma média de 0,29% do PIB, atingindo um pico de 0,43% em 2005. De 2012 a 2021, o setor privado liderou os investimentos, com uma média de 0,26% do PIB.

Recentemente, o governo federal voltou a liderar, investindo 0,33% do PIB, ante 0,24% do setor privado.

O estudo da Logística Brasil sugere a ampliação de concessões e parcerias público-privadas, integradas aos órgãos reguladores para garantir a conclusão dos projetos no prazo.

Oliveira recomenda mudar o foco de grandes projetos para empreendimentos menores e de rápida execução, beneficiando toda a cadeia econômica.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *