Atualizações Corporativas de Empresas Brasileiras Cotadas na B3
Atualizações Corporativas de Empresas Brasileiras Cotadas na B3

Hoje, diversas empresas brasileiras de destaque listadas na B3 anunciaram atualizações corporativas e dados de produção importantes.

A 3R Petroleum e a Enauta forneceram relatórios detalhados sobre seus números de produção, destacando ganhos e retrocessos.

Enquanto isso, a Even revelou planos de desvincular e vender um número substancial de ações da Melnick.

A Oncoclinicas aprovou um grande aumento de capital, enquanto a PDG Realty anunciou uma cisão reversa de ações.

Além disso, a Cury relatou um crescimento impressionante em seus lançamentos no segundo trimestre e vendas líquidas recordes.

Este resumo resume os principais desenvolvimentos e decisões estratégicas que moldam as trajetórias dessas empresas.

Atualizações Corporativas de Empresas Brasileiras na B3. (Foto reprodução da internet)

3R Petroleum (RRRP3) e Enauta (ENAT3) divulgam dados de produção de junho

A Enauta (ENAT3) e a 3R Petroleum (RRRP3) divulgaram dados de produção de junho após a aprovação da combinação de negócios.

A 3R Petroleum produziu em média 51.800 barris de óleo equivalente (boe) diariamente em nove campos em junho de 2024, com 48.500 boe atribuíveis à 3R.

No Complexo Potiguar, a produção caiu 2,8% em relação ao mês anterior devido aos impactos das chuvas na região.

Entretanto, na região do Recôncavo, a produção aumentou 1,9%, impulsionada pela maior demanda por gás, principalmente no campo de Rio Ventura.

Even (EVEN3) para desvincular 9,8 milhões de ações da Melnick (MELK3)

A Even (EVEN3) anunciou na quarta-feira que seu conselho de administração aprovou a desvinculação e futura venda de 9,8 milhões de ações que detém na desenvolvedora Melnick (MELK3).

Com essa decisão, as ações não estarão mais sujeitas às restrições e obrigações do acordo de acionistas de 2020 e poderão ser negociadas dentro ou fora da B3.

Oncoclínicas (ONCO3) aprova aumento de capital de R$ 1,5 bilhão

A Oncoclínicas (ONCO3) aprovou um aumento de capital de R$ 1,5 bilhão (US$ 275 milhões), por meio da emissão de 115,4 milhões de novas ações ordinárias.

Desse total, R$ 807,7 milhões (US$ 148 milhões) foram destinados à reserva de capital.

O capital social da Oncoclínicas passou de R$ 2,454 bilhões (US$ 450,5 milhões), com 527.481.598 ações, para R$ 3,147 bilhões (US$ 577,5 milhões), com 642.866.214 ações.

Após esse aumento, os fundos Quíron e Tessália passaram a deter, coletivamente, aproximadamente 11,97% das ações da empresa.

Bruno Lemos Ferrari, CEO e Vice-Presidente do Conselho, detém cerca de 8,51%.

PDG Realty (PDGR3) aprova cisão reversa de ações na proporção de 10 para 1

Os acionistas da PDG Realty (PDGR3) aprovaram uma cisão reversa de ações na proporção de 10 para 1 durante uma Assembleia Geral Extraordinária.

Após um período de ajuste de 30 dias, as ações consolidadas serão negociadas, com quaisquer frações leiloadas na B3 em até 10 dias úteis. As ações consolidadas começarão a ser negociadas em 12 de agosto de 2024.

Cury (CURY3) relata aumento de 41,9% em lançamentos no segundo trimestre

A Cury (CURY3) relatou lançamentos no segundo trimestre de 2024 de R$ 1,734 bilhão (US$ 319 milhões) em Valor Geral de Vendas (VGV), um aumento de 41,9% em relação ao ano anterior.

No primeiro semestre de 2024, os lançamentos atingiram R$ 3,619 bilhões (US$ 664 milhões) de VGV, representando um crescimento de 37,0% em relação ao primeiro semestre de 2023.

O preço médio por unidade no segundo trimestre de 2024 foi de R$ 310.400 (US$ 56.880), queda de 3,5% em relação ao segundo trimestre de 2023 e de 1,8% em relação ao primeiro trimestre de 2024, devido ao mix de produtos.

As vendas líquidas no segundo trimestre de 2024 atingiram R$ 1,7492 bilhão (US$ 320 milhões), um aumento de 46,5% em relação ao segundo trimestre de 2023 e de 12,7% em relação ao primeiro trimestre de 2024.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *