A Microsoft e a Apple abandonaram o cargo de observadores no conselho da OpenAI. A informação foi confirmada por diversas fontes para o Financial Times nesta quarta-feira.

Segundo essas pessoas, as empresas foram obrigadas a deixar o conselho por medo da pressão regulatória que a União Europeia e o governo dos Estados Unidos devem fazer nos próximos meses.

Isso porque existem diversas iniciativas para regulação da Inteligência Artificial nos dois lados do Atlântico e as empresas não querem enfrentar desgastes com órgãos reguladores da concorrência.

O órgão antitruste dos EUA demonstra preocupação com a influência da Microsoft na OpenAI e quer discutir as cláusulas do contrato que a Apple fez com a empresa de IA.

O assento de “observador” no conselho da OpenAI significa que tanto a Microsoft quanto a Apple poderiam participar de todas as reuniões da empresa, conhecer informações médicas e colaborar, mas sem direito a voto nas decisões da companhia.

As empresas conquistaram esse cargo ao fazer acordos comerciais com a OpenAI para integrar o ChatGPT em seus sistemas operacionais (Windows, macOS, iOS 18 e iPadOS).

Com a mudança sendo realizada nesta semana, Apple e Microsoft agora só participam de reuniões regulares com representantes da OpenAI. A empresa disse em nota:

Essas reuniões fazem parte de uma nova abordagem para informar e envolver os nossos principais parceiros estratégicos.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *