O início de 2024 testemunhou uma reviravolta inesperada nos mercados financeiros, com o sector da energia a superar o sector da tecnologia.

Depois de um encerramento difícil em 2023, as ações do setor energético registaram uma recuperação significativa, ultrapassando os índices tecnológicos em termos de desempenho.

O Energy Select Sector SPDR Fund (XLE), um ETF que representa o setor energético, registou um aumento de mais de 13% desde o início de janeiro.

Em contraste, o Nasdaq 100, conhecido pela sua composição fortemente tecnológica, registou um ganho menor, de 8,7%.

Esta recuperação no sector da energia é parcialmente alimentada pelo aumento dos preços do petróleo.

A energia supera a tecnologia com os olhos voltados para a OPEP. (Foto reprodução na Internet)

O petróleo bruto West Texas Intermediate ultrapassou a marca de US$ 80 por barril pela primeira vez desde novembro e manteve esse nível.

O analista da Roth, Leo Mariani, expressou surpresa com o forte desempenho do setor.

Ele observou que as ações de energia recuperaram dramaticamente, liderando os ganhos entre todos os setores do S&P 500.

Esta recuperação coloca as ações do setor energético na vanguarda dos setores de mercado, ultrapassando outros, incluindo os serviços públicos e o índice de mercado mais amplo.

Com os olhos do mercado petrolífero postos na reunião da OPEP marcada para 3 de Abril, o sentimento dos investidores está tenso, à espera de ver a direcção que os preços do petróleo bruto irão tomar.

O resultado da reunião, particularmente a decisão da OPEP+ relativamente aos cortes na produção, poderá influenciar significativamente a trajetória do setor energético.

Previsão otimista

Os analistas do JPMorgan prevêem um potencial aumento do preço do petróleo Brent para US$ 100 por barril devido aos cortes na produção russa, atingindo US$ 90 em maio.

Esta perspectiva optimista levou os investidores a concentrarem-se nos produtores de petróleo de média dimensão, como a Diamondback Energy Inc. (FANG), que registou um aumento notável de 28% este ano.

Os analistas revisam em alta as projeções de lucros das ações de energia em meio ao aumento dos preços do petróleo e a revisões positivas de lucros, desafiando as expectativas gerais.

As ações do setor energético continuam a ser o setor mais subvalorizado do mercado, atraindo novos investidores apesar do perfil discreto da recuperação.

Esta mudança no panorama financeiro destaca um interesse crescente no sector da energia.

O analista da BMO Capital Markets, Jeremy McCrea, sugere uma dependência mais longa do petróleo e do gás do que se pensava anteriormente.

Com o mercado atento aos próximos movimentos da OPEP e aos ajustes na produção de petróleo, o setor energético continua a ser fundamental para as oportunidades de investimento em 2024.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *