Ação que apura corrupção na Prefeitura de Sidrolândia prendeu até vereador em Campo Grande

Fornecendo serviços de lavagem de carros até a construção de prédios, a empresa “Do Carmo comércio varejista e serviços de manutenção LTDA” é um dos alvos da Operação Tromper, na manhã desta quarta-feira (3), contra corrupção na Prefeitura de Sidrolândia, a 70 km de Campo Grande. A ação foi deflagrada pelo Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção) e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

Logo cedo, o Gaeco foi visto em frente ao endereço da empresa em Sidrolândia, que fica na Rua Prudente de Moraes, no Jardim São Bento. Mais de 10 viaturas da Polícia Militar e do Gaeco movimentaram-se pela cidade do interior durante o cumprimento de mandatos judiciais.

Investigada por manter contratos com a Prefeitura de Sidrolândia, a empresa, inaugurada em janeiro de 2022, afirma que a principal atividade é o comércio varejista de equipamentos e suprimentos de informática. Contudo, a reportagem apurou que há contratos de serviços diversos, desde lavagem de carros até a construção de prédios.

Alguns dos serviços são: “lavagem, lubrificação e polimento de veículos automotores”; “serviços de pintura de edifícios em geral”; “instalação de portas, janelas, tetos, divisórias e armários embutidos de qualquer material; e “construção de edifícios”.

No site da Prefeitura de Sidrolândia, a “Do Carmo Comércio Varejista e Serviços de Manutenção” aparece em dois contratos que tiveram vigência de 2023 a 2024, somando R$ 14.832,00. Um deles foi assinado no dia 13 de novembro do ano passado e terminou em 12 de fevereiro deste ano, referente à “aquisição de itens para premiação Jogos Escolares 2023”, totalizando R$ 3.237,00. Consta que foi empenhado e liquidado.

O outro contrato foi assinado no dia 28 de junho de 2023 e terminou em 27 de fevereiro de 2024. A empresa recebeu R$ 11.595,00 por prestação de serviço na “aquisição de prêmios para sorteio da campanha IPTU Prêmio 2023”.

Operação – O cumprimento de mandato na empresa mencionado faz parte da 3ª fase da Operação Tromper, que cumpre 8 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão, em Campo Grande e Sidrolândia. Segundo o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), há “uma organização criminosa voltada para fraudes em licitações e contratos administrativos com a Prefeitura Municipal de Sidrolândia, bem como o pagamento de propina a agentes públicos municipais”.

Também foi identificada nova ramificação da organização criminosa, atuante no ramo de engenharia e pavimentação asfáltica. Os contratos já identificados e objetos de investigação alcançam o montante aproximado de R$ 15 milhões.

Prisões – Entre os presos preventivos na operação está o vereador de Campo Grande, Claudinho Serra (PSDB). Ele foi encontrado em casa, no residencial Damha, na saída para Três Lagoas, na Capital. Claudinho atuou como secretário Municipal de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica até maio de 2023 em Sidrolândia, quando então assumiu como vereador em Campo Grande. Além disso, ele é gênero da prefeita Vanda Camilo (PP).

Dos oito mandados de prisão, seis já foram cumpridos até o momento. Os nomes dos presos estão sendo apurados pela reportagem.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Notícias Campo Grande e siga nossos redes sociais.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *