Cindy Holanda, Alan Jenkins e João Landgraf foi introduzido na Comissão de Hollywood Conselho de Administração. Eles se juntam à CEO e presidente Anita Hill e co-fundadores Kathleen Kennedy e Nina Shaw.

Holland é o CEO global da Sister, um grupo global independente de entretenimento que “desenvolve, produz e investe em criadores visionários em todas as formas de mídia”. Anteriormente, ela estabeleceu e liderou a estratégia de programação original na Netflix, incluindo nove anos como vice-presidente de conteúdo original, onde supervisionou as equipes por trás de “House of Cards”, “Orange Is the New Black”, “Stranger Things”, “The Crown”, “When They See Us”, “The Queen’s Gambit” e muito mais.

Jenkins é professor de prática na Harvard Law School, onde leciona cursos sobre raça e direito, comunicação e jurisprudência da Suprema Corte. Antes de ingressar no corpo docente da faculdade de direito, foi presidente e cofundador do The Opportunity Agenda, um laboratório de comunicação de justiça social; assistente do procurador-geral do Departamento de Justiça dos EUA; diretor de direitos humanos na Ford Foundation e advogado associado do fundo educacional e de defesa legal da National Association for the Advancement of Colored People.

Landgraf é presidente da FX Content e da FX Productions. Ele supervisiona todos os aspectos da programação original da FX, uma marca multiplataforma global da The Walt Disney Company. Seu trabalho ajudou a reforçar a produção de programas como “Rescue Me”, “It’s Always Sunny in Philadelphia”, “Damages”, “Sons of Anarchy”, “American Horror Story”, “Fargo”, “American Crime Story”, “Atlanta”, “Better Things”, “The Bear”, “The Old Man”, “Welcome to Wrexham” e “Shōgun”.

“Somos gratos pela liderança, bem como pela perspectiva única e profundidade na produção de conteúdo e direito, que Cindy, Alan e John trarão ao conselho”, disseram Hill, Lennedy e Shaw em uma declaração conjunta. “À medida que definimos nossa agenda para o médio e longo prazo, suas mentes brilhantes e visão clara do estado da indústria serão inestimáveis.”

O Comissão de Hollywood é uma organização que faz parcerias com 26 das empresas, sindicatos e guildas mais influentes da indústria do entretenimento, academias e agências de talentos para acabar com o assédio, a discriminação, o bullying e o abuso.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *