A Xiaomi confirmou que Tanto o Mi 10 como o Mi 11 foram anunciados para o sistema operacional HiperOS na metade de abril. A informação veio de Zhang Guoquan, diretor do departamento de software da fabricante chinesa, via Weibo.

Entretanto, o executivo ressaltou uma informação importante: ao contrário das gerações posteriores, o Mi 10 e o Mi 11 terão a versão do sistema operacional que é baseada no Andróide 13sem previsão de atualização para o Andróide 14.

O HyperOS é o novo sistema operacional que servirá de “guarda-chuva” para a Xiaomi. Antes dele, a empresa mantinha uma linha específica para cada produto – smartphones e tablets usavam a MIUI, carros vinham com outro sistema e assim por diante. A ideia do novo aparelho tecnológico é contemplar todas as soluções da Xiaomi em uma única marca.

Entretanto, mesmo dentro do HyperOS há algumas diferenças, já que ele foi construído em dois pilares – um baseado no Android 14, para smartphones mais recentes; outro baseado no Android 13, para aparelhos mais antigos, como é o caso do Mi 10 e Mi 11.

Segundo a Xiaomi, a distribuição do HyperOS – lançada em dezembro de 2023 – segue um calendário de seis mesesindo em ordem regressiva de lançamento: modelos mais novos recebidos o sistema primeiro, ao passo em que os aparelhos anteriores vão sendo atualizados gradualmente até junho deste ano.

Dentro dessa expectativa, ainda há vários aparelhos pendentes de serem atualizados: as linhas 11 e 12 da subsidiária Redmi, por exemplo, ainda seguem nas versões antigas. De qualquer forma, a Xiaomi sempre informa antecipadamente quais aparelhos farão parte das “levas” seguintes, então vale acompanhar a empresa nos canais sociais para ficar por dentro.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *