Alguns usuários estão apontando a existência de um erro no iOS o que traz de volta imagens que, pelo menos em teoria, foram arquivos permanentemente do sistema. O suposto problema teria surgido com o iOS 17.5 (liberado na segunda-feira) e foi relatado por pelo menos uma dúzia de pessoas em um tópico aberto recentemente no Reddit.

Segundo o usuário que abriu o tópico, ao conversar com seu parceiro e abrir o seletor de imagens para enviar uma nova foto, ele notou imagens sensíveis tiradas ainda na época da pandemia (e excluídas há muito tempo) disponíveis entre as mais recentes. O mesmo teria acontecido com alguns arquivos de artes anos atrás no iPad.

Logo na sequência, em resposta ao tópico, um outro usuário relatou estar experienciando algo semelhante. “O mesmo aqui. Eu tenho quatro imagens de 2020 que continuam reaparecendo como as últimas imagens enviadas para o iCloud. Eu as deletei repetidamente”, disse ele.

Pelo comportamento padrão do app Fotos, imagens restauração vão para a seção “Apagados” e permanecem por lá durante 30 dias, até serem apagadas de vez. Como as imagens em questão foram excluídas há muito tempo, é sugerido que esse seja o comportamento apresentado aqui.

Ainda por cima, quando uma foto é recuperada da seção “Apagados” ela retorna exatamente à mesma posição cronológica onde estava inicialmente na Fototeca. Nos casos relatados, curiosamente, eles estão indo para a posição mais recente — o que é mais um forte compromisso de se tratar de um bug.

Ainda não se sabe o que pode estar ocasionando essa falha, mas as principais suspeitas envolvem uma possível reindexação de fotos que tenha recuperado imagens “perdidas” no disco durante uma atualização ou algum conflito envolvendo as Fotos do iCloud e a Fototeca local.

Até agora a Apple não se pronunciou sobre o assunto. Obviamente, atualizaremos esta matéria com mais informações caso qualquer novidade mais relevante surja.


Ícone do aplicativo Fotos
Fotes de Maçã

Versão 1.3 (1,8MB)
Solicite o iOS 12.0 ou superior

através da MacRumores

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *