O JPMorgan revisou suas avaliações para o setor de transporte em meio a mudanças econômicas, aumentando o custo médio do patrimônio líquido em 0,5%.

O banco rebaixou a Azul e a Movida para ‘neutras’ devido aos seus maiores riscos financeiros e menor atratividade em relação aos pares do setor.

Por outro lado, a Vamos (VAMO3) viu um upgrade de ‘neutro’ para ‘comprar’. Isso mostra a estratégia do banco de favorecer empresas como Santos Brasil e Rumo, com futuros fortes, seguidas pela Localiza.

Azul e Movida, ambas anteriormente desfrutando de um status de ‘compra’, agora enfrentam um rebaixamento. Esta decisão reflete sua alavancagem aumentada e fluxo de caixa reduzido em relação aos principais nomes da indústria, apesar de sua forte saúde operacional e potencial de crescimento.

Em números detalhados, estima-se que as ações da Movida sejam negociadas a 10,6 e 6,9 ​​vezes seus lucros previstos para 2024 e 2025.

JPMorgan atualiza avaliações do setor de transportes do Brasil. (Foto reprodução da Internet)

Isso marca um desconto significativo em comparação à Localiza. Apesar disso, as reformas de gestão em andamento da Movida mantêm os analistas otimistas, mantendo uma recomendação de ‘compra’ em uma meta de R$ 10,50.

A Azul agora está sendo negociada a múltiplos de 4,9 e 4,5 vezes seu EBITDA projetado para 2024 e 2025, mostrando um prêmio de 10% sobre concorrentes como Copa e LATAM.

Esse prêmio parece injustificado considerando a saúde financeira superior desses rivais. Embora menos favorecida, a Azul continua mais promissora do que a Gol, que detém uma classificação de ‘underweight’.

JPMorgan atualiza avaliações do setor de transportes do Brasil

A Vamos tem navegado por tempos difíceis, mas mostra sinais de melhora iminente. Ações a 8,3 vezes os lucros de 2025 levaram a uma atualização do banco devido a projeções de lucro melhoradas.

O JPMorgan continua apoiando Santos Brasil, Rumo e Localiza com fortes recomendações de compra, citando avaliações favoráveis ​​e trajetórias de lucro esperadas.

O JPMorgan ajustou suas previsões de EBITDA: aumentando-as para empresas de infraestrutura, mantendo-as para aluguel de carros e diminuindo-as para companhias aéreas.

Isso reflete uma compreensão profunda da dinâmica do mercado, essencial para investidores nessas condições voláteis.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *