Microsoft quis reduzir, mas aumentou as emissões de carbono por causa da IA ​​(imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Era janeiro de 2020, quando a Microsoft assumiu o compromisso de se tornar negativa na emissão de carbono até 2030. É de se esperar uma evolução ano a ano até a meta ser alcançada. Mas, em 2023, a companhia viu o seu nível de emissão de carbono aumentar 30%. Culpa da inteligência artificial (IA), em grande parte.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *