Família recorreu à justiça para investigar a atitude do agente militar que atirou contra o adolescente

Ministério público pediu câmeras de segurança do local onde menino foi baleado (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Uma família de adolescente de 12 anos, baleado no pé por um policial militar nesta segunda-feira (1), em Nova Andradina, recorreu ao Ministério Público para que o Órgão investigue a conduta do agente responsável pelo disparo. O MP informou que, ainda no dia dos fatos, cobrou o 8ºBPM para instauração de um inquérito policial militar. Ele também solicitou acesso a câmeras de segurança das proximidades para verificar a conduta do agente.

Além disso, também foi solicitado ao Hospital Regional, que encaminhe o prontuário médico do adolescente. O menino teria que passar por cirurgia para retirada da bala que ficou alojada no pé. No episódio, ele e mais alguns colegas andavam de bicicleta na região central da cidade, quando passou a viatura da Polícia Militar.

Segundo os agentes, o grupo teve uma atitude suspeita quando viu o veículo. Durante a checagem aos garotos, aconteceu o disparo da arma do policial, no entanto, ainda não há informações sobre o que motivou o tiro.

Ainda na terça-feira (2), a PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul) confirmou à reportagem o ocorrido mas não ocorreu a motivação do disparo.

“A equipe conseguiu vencer a abordagem de dois deles, e durante o procedimento, acabou por ocorrer uma lesão corporal decorrente de intervenção policial”, diz a resposta encaminhada por e-mail. A PM ainda disse que abrirá inquérito para apurar as circunstâncias do ocorrido .

O MP informou que o caso deve ficar com o GACEP (Grupo de Atuação Especial do Controle Externo da Atividade Policial do MPMS).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal fazer Notícias Campo Grande e siga nossos redes sociais.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *