Os abrigos não Rio Grande do Sul terá sinal aberto de Wi-fi fornecido pela Oi para possibilitar a comunicação para pessoas que estão desabrigadas. A operadora disponibilizou um endereço de e-mail (oipelors@oi.net.br) para que os responsáveis ​​pelos locais possam contatá-la e autorizar a instalação dos equipamentos necessários.

A cidade de Porto Alegre, inclusive, é uma das primeiras a ter abrigos com acesso à internet, com suporte das redes da empresa e da V.tal. O mapeamento está sendo feito por um trabalho em conjunto de autoridades dos governos municipal e estadual. Gustavo Brambila, diretor de Operações da companhia, afirmou que:

Estamos trabalhando incansavelmente para colocar a infraestrutura da Oi no serviço do Rio Grande do Sul e manter a comunicação disponível.

Fabrício Bindi, presidente da Oi Fibra, também falou sobre a situação:

Nossa prioridade é também garantir a conexão à internet aos nossos clientes no Rio Grande do Sul, onde a companhia é a principal empresa de banda larga

Operação especial da Oi

Vale ressaltar que a Oi tem realizado ações diante do cenário no Rio Grande do Sul. Segundo a operadora, seus movimentos nos últimos 15 dias registraram mais de 1.200 eventos tratados pelas equipes de suporte e de campo. Do mesmo modo, a empresa diz ter atuado em 300 ações de recuperação ou contingenciamento de serviços tridígitos de utilidade pública.

Não apenas isso, como também atuou 400 vezes em links de comunicação de dados sobre migrações, atendimento a novos serviços para clientes críticos e refiliações interessantes. Por fim, ela adorou medidas como a postergação do vencimento de faturas por 10 dias de forma emergencial. Ela também criou uma ilha específica para agilizar o atendimento aos clientes no RS.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *