Secretário teve a casa alvo de pesquisas em investigação de fraude em licitações na Prefeitura de Sidrolândia

Secretário, à esquerda da imagem, e prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo. (Foto: Redes Sociais)

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), demitiu Rafael Soares Rodrigues, que esteve à frente da Secretaria Municipal de Educação. Ele teve a casa alvo de buscas no decorrer da Operação Tromper, contra o esquema que desviou milhões com fraudes em licitações da prefeitura. A ação prendeu também o ex-secretário Municipal de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica de Sidrolândia e atual vereador em Campo Grande, Claudinho Serra.

A exoneração de Rafael foi oficializada após publicação no Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul). Rafael tinha pretensões políticas e lançaria pré-candidatura como vereador pelo PSDB. Nas redes sociais, já foi anunciado um “save the date” para o dia 5 de abril. Não há informações se ele manterá os planos.

Entenda – Rafael, o vereador Claudinho Serra e outras seis pessoas foram presas nesta quarta-feira (3) alvos de ação contra fraudes em processos licitatórios. Todos são investigados por crimes de fraude em procedimento licitatório, falsidade ideológica, associação criminosa, sonegação fiscal e peculato.

A investigação apontou que a quadrilha criou empresas ou utilizou pessoas jurídicas já existentes para participação conjunta nos mesmos processos licitatórios “(…) sem, contudo, apresentarem qualquer tipo de experiência, estrutura e capacidade técnica para a execução dos serviços ou fornecida dos bens contratados com o ente municipal”.

A organização criminosa era composta por dois núcleos. O primeiro chefiado por Claudinho Serra, tendo como membros servidores públicos. Já o segundo tinha como líderes Ueverton da Silva Macedo, o “Frescura”, e o empresário Ricardo José Rocamora, que mantinham empresas vencedoras de praticamente todas as licitações da prefeitura.

Para o Ministério Público se trata de “(…) esquema de investigação de corrupção incrustado na atividade administrativa do município de Sidrolândia, formada por uma organização criminosa constituída de agentes públicos e privados, destinada à obtenção de vantagens ilícitas decorrentes, principalmente, dos crimes de fraude ao caráter competitivo de numerosos processos licitatórios e desvio de dinheiro público diante da não prestação ou não entrega do produto contratado”.

Inicialmente, a investigação chegou até Ueverton da Silva “(…) exercendo poder/ingerência sobre diversas empresas que atuavam em licitações no Município, em regra empresas de fachada”, diz trecho do processo. Com os materiais apreendidos nas primeiras fases da operação , incluindo quebra de sigilo telemático, o Ministério Público concluiu que Claudinho Serra era o verdadeiro líder do esquema.

Preços na operação: Cláudio Jordão de Almeida Serra Filho – Claudinho Serra (mentor dos esquemas); Carmo Name Júnior (assessor direto de Cláudio Serra Filho); Ueverton da Silva Macedo, o Frescura (um dos líderes, alvos da 1ª fase da operação); Ricardo José Rocamora Alves (foragido desde a 1ª fase da Tromper – dava apoio a Frescura e também tinha empresas que venciam licitações); Milton Matheus Paiva Matos (advogado e compactuava com esquema); Marcus Vinícius Rossentini de Andrade Costa (diretor/chefe dos setores de licitação e compras); Ana Cláudia Alves Flores (chefe do setor e pregoeira); e Thiago Rodrigues Alves (assessor de Claudinho Serra).

Mandados de busca e apreensão – Luiz Gustavo Justiniano Marcondes; Jacqueline Mendonça Leiria; MP Assessoria e Consultoria e Serviços LTDA; Rafael Soares Rodrigues; Paulo Vítor Famea; Heberton Mendonça da Silva; Roger William Thompson Teixeira de Andrade; Roberta de Souza; Valdemir Santos Monção; Cleiton Nonato Correia; GC Obras de Pavimentação Asfáltica LTDA; Edmilson Rosa; Ar Pavimentação e Sinalização; Fernanda Regina Saltareli; CGS Construtora e Serviços; Izaquel de Souza Diniz (Gabriel Auto Carro); Yuri Morais Caetano; Maxilaine Dias de Oliveira (pessoa física); Maxilaine Dias de Oliveira LTDA (pessoa jurídica); e Jânio José Silvério.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Notícias Campo Grande e siga nossos redes sociais.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *