Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, passa por enchente histórica (Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República)

O governo federal informou que todas as cidades do Rio Grande do Sul contam com algum sinal de telefonia e de internet, cerca de dez dias após o início da força-tarefa para retomar os serviços na região, fortemente castigados por chuvas e enchentes.

Ao menos não que diga respeito ao sinal de internet móvel, as últimas três cidades encontradas como totalmente sem conexão foram Colinas, Ivorá e Tunas. A situação foi resolvida ontem (dia 14).

Ainda assim, o serviço de internet móvel está longe do ideal: 137 cidades permanecem com rede parcialmente prejudicada, enquanto outros 655 municípios contam com conexão total. Os dados são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Até as cidades mais atingidas pelos alagamentos contam com o sinal de ao menos uma operadora. As empresas do setor abriram a possibilidade de roaming durante o período emergencial. Isso significa que um cliente da Claro consegue se conectar na rede da TIM caso seja o único disponível na localidade. A Vivo também participa da iniciativa.

O Ministério das Comunicações e o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional iniciaram nesta quarta-feira (dia 15/05) a instalação de Wi-Fi gratuito nos abrigos. O primeiro deles fica no campus da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), na cidade de Canoas, considerada a maior do estado.

Todos os abrigos possuem conexão de graça, segundo o governo. A fibra ótica será instalada pela Oi.

Receba mais sobre o Rio Grande do Sul na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade

Boletim de Notícias

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *